16 de fev de 2007

Só falta avisar!

Para ele o jogo acabou. Está morto, só falta alguém avisar.

Arrisco um palpite: sua ausência vai preencher uma lacuna. Isso se ele sair mesmo, o que nem é mais tão importante. Se ele não sair, obviamente nada vai mudar. Se ele sair também não. Esse é o meu palpite.

Demorou demais para ter uma saída honrosa, para ele e para o prefeito. Agora é tarde, saindo ou não vai dar na mesma. Já nem cheira, nem fede. Pode até apodrecer no cargo, já está morto.

E pensar que um dia foi poderoso! Hoje não passa de um estorvo, ninguém sabe o que fazer com ele.

Muita gente previu, muita gente avisou, mas a auto-suficiência, a arrogância, a petulância, a presunção, a teimosia e o narcisismo falaram mais alto. E foram seus carrascos. Morreu exatamente por se achar imortal.

E, que ironia, supostamente tão importante e competente, e, se sair, não vai fazer falta nenhuma. Depois de alguns dias nem vão lembrar que passou por ali. Não deixará saudade.

Se permanecer no cargo então é que vai ser interessante: via ser a demonstração de que nem ele, nem o cargo que ocupa, têm a menor importância.

No íntimo, bem no íntimo, eu preferia que ele ficasse. Morto, acabado e embalsamado. Vitrine desse governo que já não tem mais conserto.

E tem mais um grande motivo pelo qual ele deveria ficar onde está: o prefeito não tem o direito de se ver livre dele.

Quem pariu Mateus, que o embale.

2 comentários:

Adriano Pereira disse...

O inferno astral do prefeito está apenas começado.

Se mantiver o chefe de gabinete, é o sinal de que seu governo não tem mais nenhum cartucho, vai ficar só cumprindo tabela até a passagem do cargo.

Se entregar a cabeça dele, terá sido derrotado pelo Chinelo, e é claro que todo mundo vai se divertir comentando isso.

Sérgio Henrique disse...

O poder dos blogs

O prefeito pode até mentir que não lê ou que não leu, mas os blogs mataram seu homem forte.

Vocês estão de parabéns!