16 de fev de 2007

Confirmadíssimo!

Outra fonte me informa que houve choro mesmo, copioso, e não foi só o demissionário(?) que chorou, o prefeito também abriu a boca novamente.

Mas não ficou por aí: o cunhado de confiança, que também esteve por lá, não resistiu, tremelicou a beiçola e engrossou o coro dos chorões.

E foi um corre corre danado para providenciar água com açúcar e lenços de papel.

Parece que uma funcionária da copa teria comentado com outra: "Esse pessoal chora mais que a mãe do soldado desconhecido!"

Nenhum comentário: