15 de dez de 2006

O que é o poder!

Manda quem pode, obedece que tem juízo.
Quem pode pode, quem não pode se sacode.

Devem ser esses os lemas desse nosso governo sem limites. Parece que não conhecem mesmo o limite entre o público e o privado, tanto é que tem secretário pagando coisas para o município do próprio bolso, outro, o cunhado do DAE, manda fazer propaganda pessoal e amigos seus pagam a edição do jornal. Temos que ficar atentos, pois pode acontecer de alguém, inadvertidamente, acabar por se confundir e meter a mão no dinheiro público.

Mas não era disso que queria falar, pois para fiscalizar o executivo temos o legislativo, vamos torcer para que faça isso com rigor e imparcialidade. Se tiver que ser parcial, que não fique parcial pró prefeito, isso é feio demais!

O assunto em pauta é o desmando, é o uso do poder em benefício próprio, como está sendo o caso do Bar do Português. Por ser vizinho de detentor de cargo de alto escalão do poder municipal, o dono do Bar do Português conseguiu que um caminhão da prefeitura fosse até seu estabelecimento comercial e levasse mesas e cadeiras para passear, tudo isso por conta do erário, não pagou nem o combustível. E com escolta policial ainda, como se nossos amigos não tivessem mais o que fazer.

Parece que as cadeiras e mesas foram levadas ao bar Los Compadres, onde havia uma recepção organizada pela primeira dama da cultura, tudo devidamente patrocinada pela lei Rouanet.

Nessa foto podemos ver que, além de levar as cadeiras
e mesas para passear, o caminhão da prefeitura ficou
atrapalhando o trânsito, enquanto diversos servidores
recebiam horas extras para fazer mais esse servicinho
no começo da noite.


Isso que a câmara deveria investigar também! Eu tenho em casa um punhado de mesas e cadeiras, algumas precisando de reforma, será que, se continuasse amigo do poderoso de plantão, conseguiria levá-las a dar voltinhas por aí, no caminhão da prefeitura?

Nessa foto podemos ver que vários policiais vieram
para fazer escolta das cadeiras que foram passear.
Ao fundo pode-se observar a casa do poderoso
amigo do dono do Bar do Português, o que organizou
mais essa mamata, entre outras tantas que esse
governinho abúlico patrocina.


Tenho outras fotos ainda, mas nelas aparecem vizinho que patrocinou esse passeio, o pagador de promessas, e outros bambis e não quero ainda partir para a denúncia pessoal. Vou dar um tempo para eles legalizarem tudo e recolherem as taxas do aluguel do caminhão e o valor do combustível gasto.

Um comentário:

chineloneles disse...

Caro:
Creio que é represália do Bambão por frequentarmos o Bar do Português.