15 de nov de 2006

Coluna 1

Certeza

Agora sim a eleição do filhinho da mamãe está ganha. E temos que reconhecer que ela, a mamãe, teve grande participação nisso, pois deixou a política bauruense em polvorosa e já lançou até santinho do menino. Dizem que o deputado da terra nem dorme direito, só fica pensando como vai explicar para o partido sua decisão de apoiar a supermãe. A colônia é forte!



E custou pouco

Uma porção de kibe cru e outra de tabule, além do prato quebrado, foi esse o custo da eleição do filhinho da mamãe à prefeitura de Bauru. E ninguém pagou, o restaurante arcou com o prejuízo. A super matrona controla as finanças com mão de ferro!




E o medo?

Tem um vereador, pré candidato a prefeito, que jurou que, se o filhinho da mamãe sair novamente, desiste. O dito cujo, o candidato, não o filhinho da mamãe, argumenta: -"Deixa o menino ganhar uma!". Há, no entanto, quem diga que o vereador amarelou, não teria coragem de enfrentar um debate com a supermãe; outros dizem que houve uma troca de gentilezas e o vereador teria recebido um carneiro recheado em seu apartamento.






Alguém se lembra?

Da dona Armênia, a rainha da sucata? Ela e seus três "filhinhas"? Dona Armênia era também a rainha do barraco, mas perdeu o título recentemente para a mãe do futuro prefeito da cidade sem limites. De agora em diante quem impõe limites aqui é a mamãe primeira dama.




Medo de avião

Ninguém entendeu os motivos que levaram o filhinho da mamãe a não disputar a câmara federal. Disseram até que era medo de avião. Agora arrisco um palpite: o ar de Brasília é muito seco e mamãe tem rinite.



Pensando bem

Ainda bem que não elegemos o filhinho da mamãe! Já imaginaram o que seria enfrentar a fera, e a fera é ela, a mamãe, no Palácio das Cerejeiras? Já imaginaram como seriam as negociações com a câmara? Vereadores seriam tratados a quibadas e pratadas. Ainda bem que essa sorte não nos coube. Coube?




Enquanto isso
A bambaiada comemora

Com a iminente eleição do filhinho da mamãe para a prefeitura, fica garantida a permanência da bambaiada toda na Nações. Só vai mudar um pouco a programação, que dependerá de aprovação da supermãe, haverá muito jantar árabe beneficente, com dança do ventre e tudo.


Nenhum comentário: