29 de nov de 2006

Coluna 2

Coluna 2

Por sugestão de meu filho, ia passar a fazer essa coluna 2 semanalmente ou quando tivesse muitos assuntos diferentes e concentrar meus esforços na Coluna 1 e na Coluna do Meio, que ele acha que é a única que deveria ser ilustrada. Mas já hoje não deu para esperar, duas notinhas, uma de ontem, não deixavam de sair de minha cabeça. Lá vai mais uma Coluna 2 mirradinha, mas provocativa.


As prestações de conta de Alckmin e de Lula


Lula e Alckmin terminaram a campanha com um rombo milionário, conforme prestação de contas entregue hoje ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Lula venceu as eleições, mas terá de arrumar R$ 9,876 milhões para zerar suas contas. A arrecadação de recursos foi de R$ 94,4 milhões e as despesas somaram R$ 104,3 milhões.
Alckmin perdeu as eleições e ficou com uma dívida maior – R$ 19,9 milhões. A arrecadação foi de R$ 62 milhões para gastos de R$ 81,9 milhões.
Fonte: Blog do Noblat - 28/11/2006


‘Enterro’ de Alckmin

Reunidos em Higienópolis, cardeais tucanos combinaram tentar atrair o prefeito paulistano Gilberto Kassab (PFL) para o PSDB e enterrar o grupo covista, que embala a candidatura de Geraldo Alckmin a prefeito em 2008.
Fonte: Cláudio Humberto - 29/11/2006


Não haverá trégua

Nem da parte do PSDB serrista, nem do PFL paulista e nem do PPS oportunista. PSDB e PFL querem a cabeça careca de Alckmin, o PPS, afoito, entrega. Nessa vendeta política entre os serristas e os covistas, vale até deixar convite em aberto para Serra ingressar no partido do Roberto Freire. O Grupo da Sorbonne vai bater até sangrar, até o Carequinha pedir para parar. Aí então eles vão bater mais ainda.


Pedigree

Um grupo de políticos de pedigree que agora pontifica no cenário pós bombardeio do espaço de Alckmin foi cooptado pelo PSDB de Serra. São os primeiros ex-alckimistas, exatamente aqueles que vieram a ser covistas através do Geraldinho, que abriu a porta a eles, que já vinham de fleurizistas e quercistas que foram, depois do início de carreira montorista; a maioria deles vem do PPS paulista através da orientação do venerável Roberto Freire.


Enquanto isso...
Deixa o homem cicatrizar

Enquanto tenta estancar as feridas que ainda sangram hemorragicamente, Geraldo leva facadas de todos os lados, principalmente de ex aliados aos quais havia premiado com cargos em seu governo. Quem mandou confiar em aves de arribação?



3 comentários:

Paulo Mandarino disse...

Agora sim o Geraldo vai ver o que é bom para tosse. Não existe homem mais vingativo e rancoroso que José Serra. E não existe gente mais submissa que os que o cercam e os neo-serristas do antigo PPS de São Paulo. A turma do Serra vai massacrar o Geraldismo! Pela grana que os cargos do governo de São Paulo vai dar, essa camarilha do PPS faz qualquer coisa. Geraldo vai apanhar que nem um boi na horta. Seus amigos serão tratados a pão e água, a começar dos prefeitos do próprio PSDB que abraçaram sua candidatura e os deputados que forçaram sua candidatura dentro do partido. Vai dar até dó! Quero ver para onde vão correr Pedro Tobias e seus asseclas.

Paulo Mandarino disse...

Correção: Pela grana que os cargos do governo de São Paulo VÃO dar,... Aproveito para lançar uma brincadeira: quem, do antigo PPS, terá cargo no governo Serra, e que cargo será?

Axiológico disse...

que lage este blog...
www.axiologico.blogspot.com