1 de mar de 2007

Mas que coisa feia! Deus nos perdoe!

É óbvio que foi uma simples brincadeira, de extremo mau gosto, mas não deixou de ser somente uma brincadeira, a declaração do Vereador Lima Junior sobre a ação, exemplar, do também Vereador, atualmente Secretário do Meio Ambiente, seu colega Rodrigo Agostinho.

O mau gosto da brincadeira se revela em diversos aspectos, o mais grave deles nem é a descortesia para com o Vereador Rodrigo, ou o Secretário Rodrigo; o mais grave é o preconceito contra os garis, evidenciado em sua frase, que imaginava inteligente e sutil; é a descortesia para com os garis, que Lima Verde supõe serem trabalhadores de nível inferior.

Mas quem faz uma brincadeira como essa corre o risco de acabar dizendo algo que talvez não quisesse dizer, e suponho que seja isso que ocorreu: o Vereador brincalhão acabou por se perder pelas palavras, talvez esse não seja mesmo o seu forte.

É assim mesmo: o humor, por mais refinado que seja, corre sempre o risco de escorregar para o mau gosto; no caso da piadinha do Vereador brincalhão, cujo humor é, como dizem os gaúchos, "mais grosso que dedo destroncado", era inevitável que descambasse para a vergonha em que acabou se transformando.

Que situação: não dá nem para pedir desculpas! Ao Rodrigo não precisa mesmo, pois garanto que ele não se ofendeu, tem mais o que fazer, não tem tempo para brincadeiras e não é desse tipo que gosta de piadinhas. Aos garis não adiantaria, pois o preconceito que carrega não mudaria assim da noite para o dia. E aos cidadãos de Bauru, pela vergonha que nos fez passar, uma vez que é nosso funcionário, só se renunciasse por falta de decoro; mas quem não tem decoro, não sabe que não tem.

Rodrigo é um Vereador maiúsculo, que tem projeto, tem bandeiras, tem renome, tem respeitabilidade e te, só para exemplificar, 5751 votos de bauruenses que o admiram e que foram também ofendidos nessa baixaria. Só para comparar, Rodrigo teve exatos 4291 votos a mais que o Vereador Lima Verde, que teve 1460, o que não deixa de ser uma votação respeitável, assim como são respeitáveis os cidadãos que nele votaram, mas os 5751 eleitores do Rodrigo também merecem igual respeito! Uma última comparação: Rodrigo teve, sozinho, mais votos que o Vereador brincalhão e seu companheiro de bancada juntos, 2520 votos a mais que os dois somados; mas isso não vem ao caso.

O importante é ressaltar que Rodrigo representa um segmento da sociedade cujo perfil é o do respeito ao patrimônio de todos, que é o Meio Ambiente, o respeito à Cidadania e à Coisa Pública. Rodrigo não ganha o salário de Secretário para fazer o que fez, e que muito o honra; ele fez o que fez além do que já faz como Secretário. E, ninguém duvida, faria o que fez mesmo se não fosse Secretário, mesmo que não fosse Vereador. Ele fez o que fez por que acredita realmente naquilo que prega em sua vida pública, e não em há em Bauru quem não saiba disso.

O Vereador brincalhão não entendeu que a atitude pedagógiga de Rodrigo deveria ser homenageada na Câmara, e não ser objeto de chacotas desse tipo baixo e desclassificado. O Vereador brincalhão acabou por pisar não num tomate, mas no tomateiro todo, "enfiou o pé na jaca", coitado! Foi muito feio! Muitíssimo! Foi horroroso! Errou no tom, errou no momento e errou no conteúdo do que disse, ainda mais que ninguém tinha perguntado nada! Coitado! Como dizem os gaúchos, deve estar “mais sem graça que guri cagado”.

Ah se eu não tivesse de pedir desculpa aos bagres, como certa vez um prefeito já teve que pedir! Ah se eu não tivesse que pedir desculpas à igreja se afirmasse que há Vereadores do alto clero e do baixo clero (isso dá para perceber até pelas piadas!).

O Rodrigo e os garis continuam trabalhando no mesmo ritmo, não têm tempo para brincar com coisa séria. Se, ao invés de ironizar, o Vereador Lima Júnior tivesse ido ajudar, talvez tivesse justificado o salário que recebe. Se ficar fazendo somente piadinhas de mau gosto, nosso Vereador Lima Júnior corre o risco de acabar sendo chamado de o palhaço mais sem graça e mais caro do país!

ps. Acabo de me convencer que os Vereadores precisam mesmo do terceiro assessor. Lima Júnior, por exemplo, poderia contratar o Tiririca para seu assessor de piadas, chistes e chacotas, ou, se quisesse mudar, contratar um Consultor de Boas Maneiras...

ps2. Leitor atento pede para fazer constar que Rodrigo teve mais de 40 mil votos na recente eleição para deputado. Bem lembrado!

4 comentários:

Acorda Bruno disse...

Imaginava você um iconoclasta, mas percebo que fica de quatro por qualquer bobagem. Veja este caso do secretário, que num gesto tresloucado, disse que pegou com as próprias mãos, 300 quilos de papel. Primeiro, queria ver isso, seja através de fotos ou filme. Mas, o buraco é mais embaixo: é apenas puro marketing politico, pois, se fosse fazer uma guerilha verde de verdade, o secretario do meio ambiente iria apanhar o lixo na periferia da cidade, onde o pobre, que num tem um gari de R$ 6400,00 por mes, joga no primeiro terreno baldio que achar.
Essa atuação do secretário é uma cretinice total. O vereador Lima Jr tem toda a razão e é coerente. Até desconfio que voce deve ter algum emprego de assessor do vereador licenciado.

Anônimo disse...

Imaginava você um iconoclasta, mas percebo que fica de quatro por qualquer bobagem. Veja este caso do secretário, que num gesto tresloucado, disse que pegou com as próprias mãos, 300 quilos de papel. Primeiro, queria ver isso, seja através de fotos ou filme. Mas, o buraco é mais embaixo: é apenas puro marketing politico, pois, se fosse fazer uma guerilha verde de verdade, o secretario do meio ambiente iria apanhar o lixo na periferia da cidade, onde o pobre, que num tem um gari de R$ 6400,00 por mes, joga no primeiro terreno baldio que achar.
Essa atuação do secretário é uma cretinice total. O vereador Lima Jr tem toda a razão e é coerente. Até desconfio que voce deve ter algum emprego de assessor do vereador licenciado.

Anônimo disse...

Por que vc num aproveita e aconselha o secretário a sair um dia desses, com os garis, e catar o lixo, dia inteiro, pendurado na caçamba daqueles caminhões modernos e bem-cheirosos? Queria ver se o bichinho aguentava o tranco.
Tá no colo do bambito, hein?

Anônimo disse...

É REALMENTE, SUA CRITICA FOI UM TANTO QUANTO PESADA EM RELAÇÃO AO VEREADOR LIMA VERDE, ACONTECE QUE NESSA ADMINISTRAÇÃO, OS SECRETÁRIOS NAO SABEM AINDA O QUE QUEREM SER, SECRETÁRIOS OU PRESIDENTES DE AUTARQUIAS, OU REALMENTE VEREADORES (FISCALIZADORES). AO QUE TUDO INDICA QUEREM FAZER O PAPEL DE EXECUTIVO E LEGISLATIVO JUNTOS, CHUTAR, CABECEAR E ARBITRAR, AGORA O SECRETÁRIO RODRIGO ALEM DE CHUTAR, CABECEAR, ARBITRAR QUER SER O GANDULA TAMBÉM. É COMÉDIA. É UM DESRESPEITO, ESTOU COM O VEREADOR LIMA VERDE, SE FOR PARA TER UM GARI DE R$ 6400,00, NADA CONTRA TAMBÉM UM GARI TER UM SALÁRIO NESSE VALOR, ACHO QUE O GANDULA/SECRETÁRIO DEVERIA DEFENDER ESSE TETO SALARIAL A ELES, NADA MAIS DIGNO, MAS OLHA QUERER APARECER PARA OS RICOS, ELE NÃO VAI CATAR, VAI SE CATAR...