9 de nov de 2006

Coluna 1

Façam suas apostas:

O Vereador Rodrigo Agostinho que, com sua votação em Bauru, bateu figuras históricas da política local como Dudu Rainierei, Tidei de Lima e Estela Almagro, deve ser candidato a prefeito em 2008.


Vice de quem?

Quem imagina que Rodrigo vai aceitar ser vice de algum dos que já acenam postular candidatura ao executivo, está redondamente enganado. Ele sabe que tem todos os predicados para concorrer como cabeça de chapa: é jovem, talentoso, sério, honesto, competente e tem votos. Muitos dos que imaginam tê-lo como vice, não têm nenhum dos predicados citados.


Cabeça de chapa?

Tem muito cabeça de bagre achando que vai ser cabeça de chapa. É o caso de recomendar uma chapa da cabeça. Parece que estão chapados!






Partido partido!

Rodrigo, que manteve a fidelidade partidária, disputou pelo PMDB e com sua votação ajudou a eleger Michel Temer, não foi sequer ouvido nessa história do convite feito ao ex presidiário Antonio Izzo Filho.

Ex mesmo?

Agora estou em dúvida: Antonio Izzo Filho é ex presidiário, presidiário, ou futuro presidiário?


Menino precoce...

O articulador do renascimento da figura nefasta chamada de Izzo pensou longe: lança a chapa Izzo e Rodrigo, com o compromisso de Izzo apoiar Rodrigo na eleição para deputado federal. E, de quebra, garante um empreguinho por quatro anos.





Mas esquecido!

Só se esqueceu de algumas coisas: Izzo não cumpre promessas; Rodrigo, apoiado por Izzo, perderia a chance de expandir sua votação através do apoio dos ecologistas; e no PMDB será praticamente impossível de fazer Rodrigo deputado federal.


Disputado

Mais disputado que galã de novela, Rodrigo deve prometer casamento para todos os pretendentes. Na última hora vai escolher a noiva e impor o contrato que que quiser. Com certeza, na hora da escolha, já estará enjoado dessas casamenteiras que já estão cercando desde agora.



Enquanto isso...
Marília 2 x Bauru 0

Parece que Marília emplacou mais um deputado federal: o ex prefeito da cidade, Abelardo Camarinha, ganhou no TSE o registro da candidatura e vai aumentar os votos e talvez a bancada do PSB e a representação da cidade em Brasília. Enquanto isso Bauru vai para 12 anos sem representação federal.

Nenhum comentário: